View RSS Feed

Writings (of old and present) & Futuristics~

[b022]

Rate this Entry
Controle secundário
Utnapistem
22.42

"Por aqui, Hugo!", diz o Beta. "Retaguarda, exploração, câmbio!" Pelageu responde, em voz de comunicador ruim, " 'elaheu, 'iga, 'éta ... h". "Estou ouvindo muito mal, capitão: encontramos o controle, inicio operações; aguardo instruções"; "h' onha essa h' ôisa 'ra an'ar, 'éta, h' re h' i h' u, h' onha a nau h' em movimen h' o". "Acho que ele quer movimento...", diz Hugo. "Afirmativo, Beta desliga. Eu tenho certeza, Hugo; veja-me o que você consegue das comunicações, eu já estou em casa!...", diz o Beta, ao que o identificador se põe a procurar algum painel que se assemelhe a um comunicador. "Ora, mas vê que isto funciona!", um estrondo abre a janela do controle. "O que é que eles estão fazendo??", blasfema o identificador? "Se Egar desatracou, isso deve significar problema", responde o Beta. "Como estamos?", inquire o capitão. "Capitão? Sua comunicação, pelo menos, melhorou bastante!" Os homens da equipe de retaguarda entram no controle. "Grande, aqui!..." "Capitão!" "Chegamos, homens: continue o seu trabalho; comunicações?" "Ainda não, capitão", responde Hugo. "Quero trabalho em codificação, Hugo, e quero trabalho rápido. Dêrmot, retorne à barricada que fizemos, monte guarda. Bóreas, assista ao identificador no que ele precisar. Como vamos, Beta?" "Sim, capitão!", Dêrmot se retira, de volta para a entrada. "Mas ... que nau é aquela??", aponta Hugo. "Não sei, mas estão manobrando: a Swift está pra lá..." "Consegui!", entusiasma-se o navegador: "tente a chave tipo 'd' sobre o painel central..." "Não..." "Como 'não'?!" "Não", diz o capitão com ênfase... "Algum problema de passagem de combustível?" "Não, cap, eu verifiquei o passo a passo"... "Ignição?" "O que é aquilo?", observa Bóreas. "Eles estão manobrando para nos abordar, do exato mesmo modo que nós atracamos... Abrimos caminho pra eles. Se estão vindo com tanta confiança, ou são tolos, ou estão preparados para passar pelo nosso fogo cruzado", diz Pelageu, e continua: "Beta, desça: Dêrmot vai precisar de apoio. Mantenha contato: eu assumo daqui". "Sim, senhor; Dêrmot, câmbio...", o navegador sai da sala, apressado.
Instantes se passam.

Súbito, um ofuscante clarão.
"Que foi isso?!", assusta-se o identificador. "Algo explodiu", Bóreas e o capitão levantam os olhos para a janela: diz Pelageu, "Egar está fazendo tolices, com a minha nave: eu mandei ele ir embora daqui!" "Veja, Pelageu", diz o médico: "um hawk; deve ser um peixe piloto..." "O desgraçado do engenheiro explodiu todo o meu terceiro compartimento! ..." "Mas pelo que parece ele fez muito bem: olhe!" "Turbinas de ré?", pergunta o identificador. "Não: parece uma Io... É só um manobrador, não têm ação duradoura, mas é eficaz para abordar e desabordar naus como esta...", diz o médico. "É uma Rw, sim. Egar desabilitou o sanguessuga. Eles estão indo em resgate...", diz Pelageu, ao mesmo tempo que "agora eu achei!" Pelageu gira duas alavancas. Dois painéis acendem. "Eis as suas comunicações: module em codificação vermelho dois", "assim que eu conseguir entrar nos sistemas de segurança..." "faça, e me faça isso logo, Hugo", diz Pelageu com muita seriedade. "Beta, câmbio!" "sh' éta, sh' ânvio". "Status". "eles sh 'zatra h' aram, h' a h' i h' ão? sh' " "Afirmativo. Mantenha posição com Dêrmot, mas me procure a casa de máquinas, você me afirma isso?, repita, câmbio..." "sh' aza ji má h' inas; afirma sh' ivo, h' a h' i h' ão, h' ânvio". "Execute; Pelageu desliga; Hugo?!..." "Estou tentando, capitão, eu estou tentando..." "Eu quero que você está conseguindo, Hugo, e rápido!" No meio tempo, Bóreas mantinha um olho na janela, outro no painel que tentava fazer funcionar. Parecia um painel de dados botânicos, mas o identificador não conseguia discernir, pois seu próprio painel de comunicação parecia não fazer sentido.
"Capitão... Se eu não estou enganado", diz o identificador, "sim", diz Pelageu, ao que continua Hugo, "há uma torre de comunicação no eixo, perto de onde entramos. Acredito que posso conseguir algo com maior eficácia de lá..." "Execute", o identificador sai, apressado. "Bóreas?" "Pelageu?" "Seu estudo deve estar fascinante, mas ... você me consegue alguma atmosfera, aqui?..." "Oh, claro: desculpe, eu estava de veras um pouco entretido ..." O médico muda de painel, e se põe a ver como consegue fazer algum mecano de suporte de vida funcionar.

"Todos pararam... O que estão esperando?", Bóreas continuava com um olho na janela. "Esse suporte de vida?" "Estou trabalhando nisso, Pelageu".
"... Egar não quer manobrar, porque se os piratas forem atrás dele, ele pode explodir um outro módulo de carga;" explica Pelageu. "Nós vamos até ele. ... Beta, câmbio?" "sh' " "Pelageu: veja!", o médico mostra o painel de comando de impulso: 'em operação; stand by'. "Afinal alguma coisa que funciona, nessa nau! ... Beta, saia daí, eu vou fazer essa lata velha sair do lugar... câmbio?" "sh' mar h' ois minu h' os h'--" "Afirmativo: dois minutos, e contando", responde Pelageu.
"Um minuto e meio, contando; Hugo?" "h' " "Bóreas?" "Não, Pelageu... Os sistemas de suporte de vida estão muito avariados; eu teria que mexer em fontes de operação, e precisaria de mapas, mas isso é trabalho de engenheiros... Eu não sei o que fazer com isto aqui..." "Certo. Vamos, Hugo...", Pelageu olha o cronômetro. Um minuto e quinze, e contando".

"Um minuto e contando".
Categories
Uncategorized